Alimentação da nutriz

Olá! Nessa postagem vamos falar sobre a alimentação da mãe que amamenta, a nutriz.

Durante o período da amamentação é comum que haja um aumento do apetite e da sede da mulher, além de mudanças nas preferências alimentares. Isso acontece porque para a produção do leite, é necessária a ingestão de calorias e de líquidos além do habitual. Acredita-se que um consumo extra de 500 calorias por dia seja o suficiente, pois a maioria das mulheres armazena, durante a gravidez, de 2kg a 4kg para serem usados na lactação.

Fonte: unicef.org

A dieta da nutriz não precisa ser rigorosa ou muito restrita, mas as recomendações para uma alimentação adequada durante a lactação incluem os seguintes itens:

  • Consumir dieta variada, incluindo pães e cereais, frutas, legumes, verduras derivados do leite e carnes;
  • Consumir três ou mais porções de derivados do leite por dia;
  • Esforçar-se para consumir frutas e vegetais ricos em vitamina A;
  • Certificar-se de que a sede está sendo saciada;
  • Não realizar dietas que promovam rápida perda de peso (mais de 500g por semana);
  • Consumir com moderação café e outros produtos cafeinados, pois podem causar irritabilidade no lactente e prejudicar o sono da mulher nutriz. O período de descanso noturno é essencial para produção do leite, pois é a noite, durante o repouso, que se produz a maior quantidade de prolactina.
Fonte: istock.com / CharlieAJA

A alimentação ideal de uma nutriz pode não ser acessível para muitas mulheres de famílias com baixa renda, o que pode desestimulá-las a amamentar seus filhos. Por isso, a orientação alimentar de cada nutriz deve ser feita levando-se em consideração, além das preferências e dos hábitos culturais, a acessibilidade aos alimentos.

É importante lembrar que as mulheres produzem leite de boa qualidade mesmo consumindo dietas subótimas, ou seja, que são adequadas, mas ainda não atingem a excelência.

Pensando ainda em diferentes cenários e realidades, é preciso estar atento para o risco de hipovitaminose B em crianças amamentadas por mães que possuem restrições alimentares ou que por opção decidem retirar a carne da sua dieta alimentar sem um acompanhamento nutricional, haja vista que essa vitamina não é encontrada em vegetais. É importante também certificar-se de que as nutrizes estão ingerindo quantidade suficiente de proteínas.

Fonte: maesdepeito.com.br

Como regra geral, as mulheres que amamentam não necessitam evitar determinados alimentos. Entretanto, se elas perceberem algum efeito na criança de algum componente de sua dieta, pode-se indicar a prova terapêutica: retirar o alimento da dieta por algum tempo e reintroduzi-lo, observando atentamente a reação da criança. Caso os sinais e/ou sintomas da criança melhorem substancialmente com a retirada do alimento e piorem com a sua reintrodução, ele deve ser evitado. O leite de vaca é um dos principais alimentos implicados no desenvolvimento de alergias alimentares.

Fonte: revistacrescer.globo.com

Benefícios da boa nutrição da nutriz

A mãe bem nutrida tem menor propensão ao cansaço e maior estabilidade emocional, apresentando, portanto, melhores condições físicas e psicológicas para amamentar. Sua nutrição deve ser equilibrada e variada, sem que cause ansiedade com uma série de recomendações dietéticas, levando em conta as condições econômicas, ambientais e nutricionais da mãe.

Desvendando alguns mitos

1- A mulher precisa beber líquidos em excesso; MITO, deve-se consumir a quantidade adequada de líquidos conforme a necessidade da mulher.

2- A alimentação precisa ser muito restrita; MITO, alguns cuidados precisam ser tomados para melhor disposição materna e saúde do bebê, mas não é preciso fazer nenhuma dieta mirabolante.

3- É importante comer muita canjica e tomar cerveja preta para aumentar a produção de leite; MITO, não há evidências científicas de que canjica aumenta produção de leite. Além disso, deve-se ter cuidado com a ingestão em excesso devido a quantidade de açúcar. A cerveja também é um MITO, não se deve ingerir álcool durante a amamentação.

4- Não pode tomar café nem refrigerante durante todo período de amamentação. MITO,não há contraindicação do consumo dessas bebidas, mas devem ser evitadas.

Qual desses mitos sobre a alimentação da nutriz você já ouviu falar?

Referências

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Saúde da criança : aleitamento materno e alimentação complementar / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. – 2. ed. – Brasília : Ministério da Saúde, 2015. 184 p. : il. – (Cadernos de Atenção Básica ; n. 23).

Texto produzido pelas Acadêmicas de Enfermagem Beatriz Mayumi Maiani Okuno e Natália de Araújo e Silva e Profª Drª Cristiane Rodrigues da Rocha.

Publicado por Dra. Cristiane Rocha

Professora Doutora do Departamento de Enfermagem Materno-Infantil da Escola de Enfermagem Alfredo Pinto da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Especialista em Obstetrícia pela UFRJ e Especialista em a Moderna Educação pela PUC.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: