CARREGADORES DE BEBÊ

Olá! Nessa postagem vamos falar sobre os carregadores de bebê!

Os carregadores de bebê surgiram há bastante tempo e vêm cada vez mais se modernizando. Atualmente eles têm se tornado bastante populares, visto que, proporcionam muitas alternativas para carregar o bebê, podendo ser usados dentro e fora de casa.

Os carregadores oferecem segurança, conforto e praticidade além de deixar as mãos de quem carrega o bebê livres. Outro ponto positivo é que eles deixam o bebê colado ao corpo de quem o carrega, o que ajuda a aumentar o vínculo entre o bebê e a pessoa.

O uso dos carregadores é liberado desde os primeiros dias de vida e os mais recomendados são os ergonômicos de tecido, pois permitem posturas adequadas e confortáveis. Abaixo iremos falar mais detalhadamente sobre eles.

  • Posição ideal

O bebê de frente para quem o carrega com o contato entre suas barrigas. A cabeça deve ficar na altura do pescoço do adulto e as perninhas como se a criança estivesse sentada. O joelho deve ficar flexionado e o bebê não deve ficar pendurado pelos quadris para não comprometer o seu desenvolvimento.

  • Tipos de tecido

Os tecidos de algodão são a melhor escolha, pois evitam o calor excessivo facilitando a transpiração do bebê.

  • Base do carregador

Deve ser larga para deixar os joelhos e quadril na posição certa.

  • Função dos carregadores

Além de serem práticos, facilitam a amamentação e potencializam o vínculo familiar.

  • Tipos de carregadores

De modo geral, temos os carregadores ergonômicos e não-ergonômicos. Eles se diferenciam pelo modo como deixam as perninhas do bebê. Os não-ergonômicos possuem base estreita e o apoio do bebê se concentra na virilha, deixando as pernas em uma posição não recomendada. Os carregadores ergonômicos têm base larga e deixam o bebê em posição sentada, com o apoio nas coxas, que é o melhor.

Para todos os tipos de carregadores, é importante que a coluna do bebê fique reta e a cabeça apoiada, além de manter os joelhos flexionados como se estivesse sentado. É recomendado que a cabeça do bebê fique na altura do pescoço de quem o carrega e que fiquem barriga com barriga como ilustrado nas figuras abaixo.

Figura I – Fonte: Petitpapillon.com.br

Figura II – Fonte: Petitpapillon.com.br

São tantas opções de carregadores que fica difícil saber qual é o melhor! Então vamos mostrar algumas para ajudá-los a decidir.

Canguru: primeiro a ficar popular no Brasil, tem a estrutura já pronta e acolchoada e é bem prático para colocar.

Figura III – Fonte: bebe.abril.com.br

Sling de Argola: é um tecido que usa argolas como mecanismo para prender ao corpo. Requer um pouco de trabalho para colocá-lo e concentra o peso do bebê em apenas um dos ombros da pessoa que o carrega.

Figura IV – Fonte: bebe.abril.com.br

Wrap Sling: também é um tecido, mas é preso ao corpo por meio de amarrações e por isso demanda mais tempo para ser colocado. O peso do bebê fica distribuído pelo corpo de quem o carrega.

Figura V – Fonte: bebe.abril.com.br

Mei Tai: muito usado na Europa, é similar ao Wrap Sling, com diferença quanto ao modo de amarrar e por possuir a base mais larga.

Figura VI – Fonte: bebe.abril.com.br

Cada um desses pode ser encontrado à venda já pronto ou podem ser criados com um tecido maleável com grande comprimento (de 2 a 5 metros aproximadamente variando conforme o modelo escolhido). Existem diversos vídeos no Youtube demostrando como colocá-los e podemos perceber que não existe uma única maneira, cada um faz do jeito que for melhor e mais confortável pra si!

Qualquer dúvida sobre este, ou outro tema, nos escreva!

Referências:

https://www.bemparana.com.br/noticia/especialista-alerta-para-cuidados-com-carregadores-de-bebe

https://www.petitpapillon.com.br/blog/diferenca-sling-mei-tai-carregadores

https://bebe.abril.com.br/familia/slings-para-bebes-as-diferencas-entre-os-modelos-e-como-usar-cada-um-deles/

Texto produzido por: Acadêmicas de Enfermagem Alice Dutra da Silva, Carolina Siciliano da Luz, Grazielle Cristine Alves Bittencourt, Mestranda Ana Paula Assunção Moreira e Profa. Dra. Cristiane Rocha.

Publicado por Dra. Cristiane Rocha

Professora Doutora do Departamento de Enfermagem Materno-Infantil da Escola de Enfermagem Alfredo Pinto da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Especialista em Obstetrícia pela UFRJ e Especialista em a Moderna Educação pela PUC.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: