BANHO PARA HIGIENE DO BEBÊ RECÉM-NASCIDO

Olá! Hoje vamos falar sobre o banho para higiene do bebê recém-nascido!

O banho para higiene tem a principal finalidade de manter o bebê limpo, evitar infecções e assaduras. Outras formas de banho, como o banho de ofurô, como vimos na postagem anterior, podem proporcionar relaxamento e conforto, estimular a circulação sanguínea, fortalecer o vínculo entre os pais e o bebê, além de retomar as memórias do período gestacional onde o feto permanecia mergulhado no líquido amniótico.

O banho para higiene deve ser dado diariamente, no entanto, não precisa lavar a cabeça todos os dias, especialmente em época de inverno, pois pode diminuir a temperatura do corpo. As partes que precisam ser higienizadas diariamente são da região genital e as mãos.

O horário vai ser estabelecido pela família. No entanto, um bom critério é ver a reação do bebê ao banho. Caso ele se acalme com o banho, um bom horário seria o final do dia, mas se ele se agita ou fica mais desperto, o melhor período seria o da manhã.

É importante lembrar que o bebê, principalmente o recém-nascido, não possui a regulação da temperatura estabelecida como um adulto e sua pele é mais fina e menos protegida contra agressões, por isso, o banho para higiene deve ser realizado com água morna e de forma rápida.

Muitas vezes a hora do banho pode ser um momento de estresse e muito choro para o bebê, principalmente aos recém-nascidos, devido às novas sensações de ser manipulado, ao contato da água com a pele e ao possível frio. Existem algumas técnicas para diminuir esse estresse e proporcionar o relaxamento no banho, como a utilização da água morna, ser prático e rápido e usar o enrolamento do corpo do bebê com a toalha, evitando assim a perda de calor como será descrito a seguir.


Antes de iniciar o banho, lembre-se sempre de preparar o ambiente e separar o que será utilizado durante e após o banho, justamente para reduzir o tempo em que o bebê fica molhado e logo realizar o aquecimento com a roupa.

Sendo assim, vamos mostrar a seguir como preparar o ambiente e o banho:

  • O ambiente deve ser, preferencialmente, um local fechado e sem corrente de ar, devendo desligar o ar condicionado, ventiladores e fechar as janelas;
  • É importante para os pais, antes de iniciar o banho do bebê, higienizar as mãos com água e sabão, além de retirar as jóias e manter as unhas curtas para não arranhar a pele do bebê;
  • Separar o material de higiene do bebê como:
    • sabonete líquido neutro glicerinado;
    • gazes ou algodão e álcool a 70% para limpeza do coto umbilical (umbigo);
    • toalha para secar;
    • roupinha de acordo com a temperatura do ambiente;
    • manta e fraldas que serão usadas após o banho para vestir o bebê e aquecê-lo;
    • pente ou escova, caso seja um bebê já com cabelo;
  • Preparar a banheira para o banho devendo sempre limpá-la antes do uso com água e sabão;
  • Preparar a água para o banho mantendo-a morna para o banho (para confirmar se a temperatura está ideal, deve-se derramar a água nas costas da mão ou na parte interna do antebraço. Esse procedimento facilita a percepção da temperatura da água).
  • Deve-se ter uma jarra com água morna para enxaguar no final.

Após o preparo do ambiente, vamos mostrar a seguir o passo a passo de como realizar o banho do bebê:

1) Retire toda a roupinha, menos a fralda, e enrole o corpinho do bebê em uma toalha deixando a cabeça descoberta;
2) Segure o bebê adequadamente, apoiando a cabeça com uma das mãos e tapando cada ouvidinho do bebê com o polegar e o dedo médio, para não permitir a entrada de água. O restante do corpo do bebê ficará apoiado no braço. A outra mão ficará livre para passar o sabonete e enxaguar;
3) Inicie o banho pelo rosto molhando levemente com a mão. O algodão pode ser utilizado para limpar os olhos com cuidado, somente utilizando a água, para não irritar o rosto do bebê. A seguir, lave os cabelos com o mesmo sabonete usado no corpo. Após a lavagem, apoie o bebê na cama e seque o rosto e os cabelos com a toalha.

4) Agora retire a toalha e a fralda. Verifique a fralda antes desta etapa, e se houver xixi ou cocô, fazer a higiene da genitália do bebê com algodão umedecido apenas com água para não sujar a água limpa da banheira.

5) Posicione o bebê apoiado com o dorso e o pescoço no seu antebraço, sentado na banheira ou bacia. Para ter segurança ao segurar, utilize o polegar e o indicador para envolver a axila do bebê mais distante de você. Dessa maneira ele ficará firme na posição e suas costas apoiadas;


6) Utilize pouco sabão e com a mão livre lave o pescoço, as mãos e braços, o tronco, o umbigo, a genitália (sempre da frente para trás), as pernas e os pés. Após isso, enxágue para retirar o sabão;
7) Vire o corpo do bebê girando-o e apoiando seu peito no mesmo braço usado para apoiar o dorso, mantendo os braços do bebê por cima do seu antebraço. Lave as costas e o bumbum;


8) Use a água separada para enxaguar por completo. Após isso, retire o bebê da banheira, enrolando-o na toalha;

9) Seque seu corpo todo delicadamente, em especial as dobras, genitália, bumbum e entre os dedinhos das mãos e dos pés. Após isso, vista a fralda deixando o umbigo de fora (realize a limpeza do mesmo com gaze e álcool a 70% de baixo para cima não devendo encostar na pele do bebê como já falamos na postagem de cuidados com o umbigo).

10) Por fim, vista o bebê para aquecê-lo, mas caso esteja frio primeiro vista o bebê e depois realize o cuidado com o coto umbilical (umbigo).

Outras informações importantes:

-Não utilize talco nem perfume nos bebês para evitar a ocorrência de alergias ou outros problemas respiratórios.

-Utilize sempre que possível, para limpeza das fezes do bebê, algodão umedecido com água. Para a água ficar morna, pode ser utilizada uma garrafa térmica. Deve-se evitar o uso de lencinhos umedecidos perfumados porque também podem causar alergia.

-Evite as roupas de lã e dê preferência aos tecidos de algodão, pois eles irritam menos a pele do bebê;

-Nos dias frios, proteja o bebê com roupas e cobertas apropriadas;

-Lave as roupas com sabão de coco. Ao lavar, enxágue bem para remover qualquer resíduo. Após a lavagem, você pode passá-las a ferro bem quente;

-Evite uso de amaciantes e alvejantes;

-Prefira sempre lavar as roupinhas do bebê separadamente das roupas dos adultos.

Qualquer dúvida sobre este ou outro tema, nos escreva!


Referência: Silva, Leila Rangel da. S586 Mãe & bebê pós-parto : orientações para o cuidado no domicílio / Leila Rangel da Silva [et al.]. – Rio de Janeiro : UNIRIO/PROExC, 2013. 72p. : il. ; 30 cm
.

Texto produzido por: Acadêmica de Enfermagem Beatriz Valim Egito do Amaral, Mestranda PPGSTEH Vanessa Cristina de Vasconcelos Grossi e Profª Drª Cristiane Rocha.

Publicado por Dra. Cristiane Rocha

Professora Doutora do Departamento de Enfermagem Materno-Infantil da Escola de Enfermagem Alfredo Pinto da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Especialista em Obstetrícia pela UFRJ e Especialista em a Moderna Educação pela PUC.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: